Valores

Por que e como incentivar as crianças a serem voluntárias


Com certeza você já viu muitas campanhas de voluntariado nas redes sociais ou próximo ao seu bairro, por diversas causas: alimentação, saúde, construção, resgate de animais, etc. Em todos eles participam profissionais multidisciplinares, mas também pessoas que querem contribuir com um grão de areia a favor de contribuir com um diferencial que beneficie os outros. Como adultos, as crianças também podem ser voluntárias. Portanto, aqui estão algumas dicas para incentive seus filhos a serem voluntários.

Programas como escoteiros, atividades beneficentes, colônias de férias ... Existem diversas iniciativas que promovem o voluntariado entre os mais pequenos. E é que, além de ajudar os outros, O fato de as crianças participarem do voluntariado também traz benefícios para elas:

- Os voluntários podem ensinar às crianças diferentes habilidades ou novas capacidades, o que ajuda na sua formação integral.

- Educamos em valores tão importantes como a solidariedade ou a generosidade.

- Essas atividades também mudam suas relações sociais e interpessoais.

- É uma oportunidade de trabalhar a inteligência emocional.

- Quanto mais contato as crianças têm com as causas sociais, maior a sensibilidade e a empatia que podem desenvolver no futuro.

- Além disso, também ajuda as crianças desde tenra idade a valorizar as coisas de uma forma que não farão em nenhuma outra circunstância, pois têm um contacto real com as múltiplas situações de outras crianças, famílias, pessoas ou animais que se encontram em desvantagem. O que ajuda a formar o personagem e a forma de enfrentar o mundo.

- O voluntariado estimula a autonomia e a responsabilidade.

Muitos pais ficam apavorados com a ideia de que seus filhos possam enfrentar situações muito difíceis no serviço voluntário que decidem fazer. Certamente é um ambiente do qual todos os pais desejam proteger seus filhos, mas também não é saudável colocá-los dentro de uma bolha de vidro rosa e que ignoram outras realidades às quais mais cedo ou mais tarde poderão ser expostos. É preferível que possam enfrentar essas situações, com a orientação de especialistas, outros voluntários e os próprios pais, que desempenham o papel de acompanhantes e evitam um impacto repentino.

Isso ajuda as crianças a entender melhor a importância de sua participação neste tipo de trabalho social, em vez de se formarem como jovens frívolos e alheios aos problemas que cercam o mundo.

Outro benefício que apresentam é que, se em algum momento se encontrarem em situação semelhante, poderão ter as ferramentas certas para resolvê-la ou contar com o apoio futuro daqueles que apoiaram.

Uma vez que tenhamos claro que a participação das crianças nos diferentes voluntários é positiva, como podemos incentivá-los a realizar essas atividades solidárias? Damos algumas dicas abaixo:

1. Lidere pelo exemplo
Obviamente, uma das melhores maneiras de incentivar as crianças a fazer parte de um serviço voluntário é você, como pai, dar o primeiro passo e se envolver, especialmente aquele em que podem contribuir juntos para uma causa. Assim, o trabalho ficará ainda mais divertido e seu filho poderá ter um aprendizado mais completo.

Seja proativo e leve seu filho a descobrir as causas em instituições sem fins lucrativos, lares de idosos, escolas públicas ou outras organizações onde ambos podem ser voluntários e, com o tempo, você verá que seu filho será infectado com a motivação de agir por eles conta própria.

2. Contribua com a comunidade
Seja na organização de rodadas de limpeza de ruas, coleta de lixo, plantio de árvores, preservação do meio ambiente, prática de esportes ou atividades dinâmicas para entreter jovens e adultos, etc. As comunidades sempre precisam da contribuição de seus vizinhos em várias atividades que você pode fazer com seu filho.

3. Crie sua própria causa
Você não precisa esperar para ingressar em uma organização para contribuir com uma causa social com seus filhos. Você pode motivar seus filhos a fazerem vendas, por meio de colheitas ou artesanato, e arrecadar dinheiro para doar a instituições de caridade, escola, biblioteca comunitária, hospitais, lar de idosos, abrigo de animais, causas ambientais.

Você também pode ensinar a ele a importância de doar todas as coisas que ele não usa mais, como roupas, brinquedos, livros, etc. O que eles podem ver como inútil pode ser o tesouro que outra pessoa será capaz de cuidar de todo o coração.

4. Ofereça seu conhecimento
Uma boa forma de prestar um serviço social é oferecer o seu conhecimento a outras pessoas e esta é uma ótima atividade para incluir os seus filhos, uma vez que também podem transmitir os seus conhecimentos e aprender com os outros. Por meio de aulas particulares, ensino de outros idiomas, atividades esportivas, aulas de desenho, plantio e cuidados ambientais, etc.

5. Contribua para pequenas causas
Ser voluntário nem sempre é sinônimo de pertencer a alguma organização ou a uma ação especial massiva. Pelo contrário, podemos contribuir para uma mudança significativa com pequenas coisas que iluminam o dia e são essas as causas que mais valorizamos e que deixam um grande ensinamento aos mais pequenos para serem adultos responsáveis ​​e exemplares.

Essas atividades são para contribuir com outras pessoas no dia a dia, por exemplo: Ensine seu filho a ajudar na limpeza da casa, a cuidar do jardim e das áreas verdes, a não maltratar os animais, a ajudar a professora na sala de aula, explicando a um colega algo que eles não entendem, lendo histórias para crianças menores, acompanhando um colega que é provocado, defendendo o que é correto e denunciando o que é incorreto e tendo modos que querem ensinar aos outros, etc.

Os melhores voluntários são aqueles que nos deixam um impacto positivo, não apenas aqueles que ajudamos, mas também a nós mesmos.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Por que e como incentivar as crianças a serem voluntárias, na categoria de Valores Mobiliários On-site.


Vídeo: Cheios de Graça - Ser Voluntário (Outubro 2021).